Blog

Mochilão pelo Nordeste: Dicas incríveis

17 de abril de 2017
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (5 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Existem muitas maneiras de se viajar, mas a mais intensa é, sem dúvidas, aquela que se faz com uma mochila nas costas e um par de calçados bem confortável. E para viver dias incríveis, não é preciso ir muito longe! Esse nosso Brasil é um país repleto de paisagens maravilhosas. Dá pra aproveitar a neve no sul, se esbaldar na gastronomia do sudeste e até fazer um mochilão pelo nordeste!

E é sobre esse último tema que se trata o post de hoje. <3

Areias branquinhas, águas cristalinas, mar de diferentes cores, entre verde e azul, piscinas naturais, mergulho com peixes. Assim são as praias do nordeste brasileiro, que ocupam uma extensa faixa litorânea de cerca de 3.300 km.

Do Maranhão à Bahia, os nove estados do nordeste brasileiro escondem pedaços do paraíso, onde os dias são sempre ensolarados e o clima é ameno, além de uma cultura riquíssima, diferente de qualquer outra no mundo.

Qual a melhor época para visitar?

mochilão pelo nordeste

Fotografia: encurtador.com.br/bjxAM

Independente da estação, a temperatura média da região mantém-se sempre entre 20° e 28° C. Sendo assim, todo dia é um bom dia para visitar o nordeste.

No entanto, se você tem disponibilidade para viajar neste período, os meses entre setembro e novembro (baixa temporada) são os mais indicados, já que as temperaturas estão mais amenas, a circulação de pessoas diminui consideravelmente, os preços despencam bastante e a viagem torna-se ainda mais tranquila, com cara de verão.

Roteiros para fazer um inesquecível mochilão pelo nordeste

Definir orçamentos, traçar o roteiro, selecionar pontos a visitar, lugares para comer, para dormir, para não fazer nada… É maravilhoso preparar uma viagem, mas essa tarefa dá uma trabalheira surpreendente.

Por este motivo, preparamos dois roteiros para você aproveitar o melhor da viagem, que é a própria viagem. Para cada um dos roteiros, imaginamos uma viagem de 15 dias, com 2 dias de hospedagem em cada cidade e um dia livre para você aproveitar como quiser. Mas essas datas podem variar de acordo com o seu orçamento e a sua disponibilidade de tempo, está bem? 

Roteiro 1: Norte de Alagoas ao sul de Pernambuco

Uma das partes mais bonitas do litoral nordestino está entre esses dois pontos. Neste roteiro é possível aproveitar toda a tranquilidade de vilarejos pequenos, praias paradisíacas e grandes centros como Maceió e Recife.

Dia 1 – Maceió, Alagoas

mochilão pelo nordeste - maceio

Ao chegar em Maceió, aproveite o primeiro dia para descansar e se adaptar a cidade. Na capital de Alagoas você irá se deslumbrar com praias de águas mornas e transparentes, areias douradas e imensas manchas verdes, formadas ora por coqueirais, ora por fazendas de cana-de-açúcar.

Na orla urbana você encontra um imenso calçadão com as famosas tapioqueiras da cidade. Na praia de Pajuçara você pode encontrar as jangadas que levam as pessoas à barreira de recifes, repleta de peixes coloridos e sanfoneiros.

mochilão pelo nordeste

Longe da orla ficam as atrações culturais, com inúmeras igrejas em estilos arquitetônicos que vão do barroco ao gótico. No bairro histórico do Jaraguá, antiga zona boêmia, ainda é possível encontrar construções que datam do século XIX.

Os gastos em Maceió não são tão altos. É possível tomar um café da manhã com R$ 9, almoçar com R$ 24 e jantar com R$ 29. Também é possível encontrar hospedagem com diárias que variam entre R$ 40 e R$ 130 reais.

Dia 3 – São Miguel dos Milagres, Alagoas

mochilão pelo nordeste - maceio

Fotografia: encurtador.com.br/ANOX0

Um dos mais antigos povoados de Alagoas, com praias espetacularmente desertas, acessíveis pela estrada emoldurada por coqueirais.

São Miguel dos Milagres, também conhecida como santuário de Peixe-boi, fica há quase duas hora de Maceió. Para chegar, você pode tomar um carro pela AL-101, um Uber ou um ônibus da Rede Alagoas, que faz o trajeto entre Maceió e Recife pelo litoral, através do telefone 82 3356.1324.

 

Leia Mais:

12 melhores lugares para viajar no Brasil

➤  Como se organizar para fazer a primeira viagem

6 Dicas para você fazer uma trilha ecológica incrível 

 

Por lá ainda é possível fazer passeios de buggy, a cavalo, visitar piscinas naturais, conhecer o rio Tatuamunha e o Santuário Peixe-Boi. Existem charmosas pousadas para se hospedar no vilarejo de São Miguel dos Milagres. No entanto, é preciso se informar com antecedência acerca da disponibilidade de quartos fora da temporada.

Você também pode conversar com as pessoas da pousada e combinar um valor acessível para fazer o trajeto entre Maceió e São Miguel dos Milagres e depois entre São Miguel dos Milagres e Maragogi.

Dia 5 – Maragogi, Alagoas

mochilão pelo nordeste

Fotografia: encurtador.com.br/clILT

No fim da Costa dos corais, há 1h30 de São Miguel dos Milagres, encontra-se a cidade de Maragogi. Com 22 km de costa, você poderá conhecer as praias de São Bento, Camacho, Maragogi, Burgalhau, Barra Grande, Antunes, Dourado, Ponta de Mangue e Peroba, já na divisa com Pernambuco.

Também é possível fazer mergulhos em uma das mais bonitas formações de corais do mundo. Os preços são um pouco salgados, mas se você for preparado, vale a pena.

Em Maragogi é possível tomar um café da manhã com R$ 14, almoçar com R$ 23 e jantar com R$ 39. Também é possível encontrar hospedagem com diárias que variam entre R$ 35 e R$ 226 reais.

Dia 7 – Porto de Galinhas, Pernambuco

mochilão pelo nordeste

Fotografia: encurtador.com.br/hkDN0

Há 1h30 de Maragogi, Porto de Galinhas é um paradisíaco cenário de águas verdes, céu turquesa e areias brancas. Na cidade, é possível se aventurar em praias próprias para o surf, como Maracaípe, ou descansar nas  águas calmas e quase desertas de Camboa.

Próximo a praia de Ipojuca, você pode se hospedar e ainda trabalhar em troca da hospedagem, no hostel Porto Backpackers. No geral, o trabalho inclui serviços de limpeza e recepção, onde o hóspede atende ligações, ajuda nos check-ins e check outs, além de responder questões gerais dos visitantes. 

Na cidade, é possível tomar um café da manhã com R$ 15, um almoço com R$ 25 e um jantar com R$ 27. Também é possível encontrar outras hospedagens, com diárias que variam entre R$ 40 e R$ 390 reais. 

Dia 9 – Cabo de Santo Agostinho, Pernambuco

mochilão pelo nordeste

Tombado pelo Patrimônio Histórico Nacional, o Cabo de Santo Agostinho abriga a incrível Praia de Calhetas, com lindas paisagens naturais, passeio de buggy e tirolesa.

Na Vila de Nazaré é possível encontrar antigas construções do Brasil Colônia, como o Forte Castelo do Mar e as ruínas da Antiga Casa do Faroleiro, de 1883. Para os amantes de trilha, a Reserva Ecológica da Mata do Zumbi, é uma boa opção. A trilha dura cerca de cinco horas.

Para chegar até Cabo de Santo Agostinho é possível tomar um carro pela PE-009, um Uber ou um ônibus na rodoviária. O valores das diárias em uma das hospedagens podem variar entre R$ 50 e R$ 220 reais. 

Dia 11 – Recife, Pernambuco

mochilão pelo nordeste

Em Recife é possível encontrar uma infinidade de atividades culturais e uma vida noturna agitada. A terceira maior capital do Nordeste ainda oferece uma ampla variedade gastronômica, casas de show, museus e centros culturais.

Um café da manhã na cidade custa cerca de R$ 13, o almoço R$ 31 e o jantar cerca de R$ 37 reais. Também é possível encontrar hospedagem com diárias que variam entre R$ 34 e R$ 136 reais. 

Dia 14 – Olinda, Pernambuco

mochilão pelo nordeste

Fotografia: encurtador.com.br/fkvPY

Há apenas 6 km de Recife, conhecida pelas festas de carnaval, Olinda é o último ponto do roteiro. Patrimônio Mundial pela UNESCO, o melhor que você pode fazer em Olinda é se perder pelas ladeiras admirando suas casas coloridas e ruas de pedra.

As igrejas também são uma das grandes atrações da cidade.  As mais bonitas e que valem a visita são a do Carmo, Mosteiro de São Bento e a Igreja da Sé. Durante o ano todo também é possível se divertir com o frevo, na agremiação Pitombeira dos Quatro Cantos.

Em Olinda é possível encontrar hospedagem com diárias que variam entre R$ 40 e R$ 150 reais. A maneira mais fácil de chegar é tomando um ônibus no Terminal Integrado Recife, com passagens que não devem custar mais do que R$ 10.

Roteiro 2: Ceará, Piauí e Maranhão

mochilão pelo nordeste - ceara

Três estados, duas capitais e dois lugares desejadíssimos do Brasil de uma só vez. O trecho é conhecido pela Rota das Emoções, que envolve paraísos naturais como o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses (MA), a Área de Proteção Ambiental do Delta do Parnaíba (PI) e o Parque Nacional de Jericoacoara (CE).

Dia 1 – Fortaleza, Ceará

mochilão pelo nordeste - fortaleza

Fotografia: encurtador.com.br/bruD3

Será preciso muito mais que um dia para aproveitar todas as atrações desta cidade, como as encantadoras dunas e falésias das costas Leste e Oeste e o pôr do sol em Iracema, onde está o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, um importante espaço cultural da cidade.  

Em Fortaleza é possível tomar um café da manhã com R$ 9,50, almoçar com R$ 23 e jantar com R$ 28. O valores das diárias em uma das hospedagens podem variar entre R$ 35 e R$ 350 reais.

Dia 5 – Jericoacoara, Ceará

mochilão pelo nordeste - pedra furada

Fotografia: encurtador.com.br/jowzH

Há 4h30 de Fortaleza, Jericoacoara é um paraíso repleto de lagoas de água cristalina. Vale a pena conhecer a Pedra Furada, há cerca de 30 de caminhada partindo da Praia de Jericoacoara. No caminho, procure fazer amizade com os moradores locais, eles podem lhe mostrar as outras formações rochosas interessantes da área, como as pedras do Jacaré e da Tartaruga.

A região também é uma das preferidas para os praticantes de windsurf e kitesurf, entre os meses de julho e novembro. O final de tarde é clássico em Jericoacoara, onde é possível ver o o sol indo embora do alto da duna do Pôr do Sol, no canto esquerdo da praia de Jericoacoara.

Para chegar, é possível alugar um carro ou então tomar um ônibus que custa cerca de R$ 80 reais, com 3 saídas diárias de Fortaleza.

Um café da manhã em Jericoacoara custa cerca de R$ 8,20, o almoço cerca de R$ 15,70 e o jantar R$ 26,50. Já os valores das diárias em uma das hospedagens podem variar entre R$ 35 e R$ 180 reais.

Dia 8 – Delta do Parnaíba, Piauí

mochilão pelo nordeste

Com rio, mar, dunas, mangues, floresta, lagoas de água doce, animais silvestres, espelhos d’água, banhados, praias desertas e mais de 70 ilhas fluviais, Delta do Parnaíba não poderia ficar de fora do roteiro, de maneira alguma.

Por lá você também poderá conhecer um dos três maiores deltas do mundo (os outros dois são os do Nilo, no Egito, e do Ganges, na Índia) e o único em mar aberto das Américas. 

Para chegar até Delta do Parnaíba sem gastar muito, você pode usar o transporte dos moradores: velhas camionetes Toyota Bandeirante adaptadas com bancos inteiriços. Nos vilarejos, as pessoas se referem a elas como ‘carros de linha’ ou ‘toyotas’ mesmo. Para encontrar é só falar com um dos moradores da região. 

O valores das diárias em uma das hospedagens podem variar entre R$ 45 e R$ 75 reais.

Dia 10 – Lençóis Maranhenses, Maranhão

mochilão pelo nordeste

Fotografia: encurtador.com.br/ovCJM

Um deserto com lagoas de águas cristalinas. Se existe uma definição para paraíso, ela com certeza foi se esconder em meio a esses lençóis. Para chegar aqui use, outra vez, o transporte dos moradores e vá, de Delta do Parnaíba até Barreirinhas, a principal porta de entrada para visitar o Parque Nacional dos Lençóis.

A dica é visitar as lagoas no período vespertino. Neste período, menos pessoas vão, o sol está mais ameno e você ainda pode contemplar o pôr do sol de uma das dunas. Para se hospedar em uma das pousadas da região você irá gastar entre R$ 36 e R$ 72 reais com cada diária.

Dia 12 – São Luís, Maranhão

mochilão pelo nordeste - são luis

Fotografia: encurtador.com.br/acoF4

Em São Luís, destino final do roteiro, você irá se deparar com ruas antigas, casarões e sobrados dos séculos 18 e 19. Poderá participar de festas tradicionais, como o folclore do Bumba-Meu-Boi, degustar pratos típicos e ainda escutar reggae, dia e noite.

Para chegar você pode alugar um carro, tomar uma van de uma agência de turismo ou então tomar um ônibus da empresa Cisne Branco, que possui saídas diárias de Barreirinhas e custa cerca de R$ 28.

Um café da manhã em São Luís custa cerca de R$ 12, um almoço cerca de R$ 20 e um jantar R$ 36. Para se hospedar, você irá gastar, em média, R$ 40 reais.

Leia mais:

9 grandes motivos para fazer mochilão pela América do Sul

Melhores pontos turísticos de Florianópolis

 

Dicas para o seu mochilão

mochilão pelo nordeste

Em um mochilão, a palavra-chave é economia. Então, planejar os gastos é fundamental para não passar perrengue. No site Quanto custa viajar, você pode fazer uma estimativa de custos diários em cada cidade.

Você também pode trabalhar na pousada ou hotel onde irá se hospedar. Iniciativas como o Worldpackers e o Couchsurfing oferecem oportunidades para que você faça isso.

Com relação às passagens, sempre antecipe as compras. Para isso, busque os melhores preços nos sites das companhias, em agências e sites especializados, e em site de comparações como o Mundi, Fly.com, Skyscanner, Momondo e Kayak.

Antes da viagem também é legal buscar por informações mais detalhadas acerca dos lugares que irá visitar. Uma ótima fonte para isso são os fóruns de discussão. O mais conhecido é o Mochileiros, onde as pessoas tiram dúvidas sobre suas viagens.

Durante a viagem, fuja dos roteiros turísticos. Ao invés disso, vá a bares, restaurantes e eventos frequentados pelos ‘nativos’ do local, eles serão seus melhores guias para descobrir lugares incríveis e quase desconhecidos. 

O que levar na mochila?

A não ser que você vá acampar ou praticar esportes que requerem um monte de equipamentos, saiba que para fazer um mochilão pelo nordeste não é preciso levar quase nada. Quanto menos coisas você levar, mais felizes seus ombros ficarão ao final da viagem.

 

Neste post você encontra dicas de como dobrar uma camisa para viagem.

É indispensável levar:

  • 1 calça jeans
  • 1 calça de tecido leve
  • 3 shorts/bermudas
  • 3 vestidos (no caso dos homens, dá pra levar mais 3 bermudas)
  • 6 blusinhas/camisetas
  • 3 biquínis/sungas/calção de banho
  • 1 canga (vai servir para tudo)
  • Toalha
  • Chinelo
  • Tênis ou bota para caminhar
  • 5 pares de meias
  • 1 casaco leve
  • Caderninho de bolso (para anotar as coisas legais)
  • Fone de ouvido
  • Documentos
  • Kit higiene
  • Kit farmácia
  • Óculos escuros
  • Protetor solar
  • Repelente

 

Por fim, a última dica: viva cada instante! Sua maior preocupação durante o mochilão pelo nordeste é se arrepender das coisas que não fez.

 

Até a próxima!

Cadastre seu e-mail!

Receba novidades sobre Viagens, estilo de vida e moda masculina!

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

Nunca vamos dar, trocar ou vender seu endereço de e-mail. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

Assine nossa Newsletter

Fique por dentro das nossas novidades e lançamentos.